Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
29/01/2008 11h36
Festa e alegria...
Dia 27 de janeiro de 2007 fui a Monte Gordo, um distrito de Camaçari, no litoral norte da Bahia. Fica a 50 e poucos quilômetros de Salvador. Levei meu cunhado, minha irmã, dois sobrinhos e meu filho Jr.
 
Planejei pegar um bronze na praia de Guarajuba, uma das mais badaladas daquelas bandas...

Chegando à casa de minha amiga me sentei no sofá, depois umas voltas pelo enorme quintal, continuei lendo o livro "A insustentável leveza do ser", de Milan Kundera e pensei: "é melhor ficar aqui, vendo o tempo passar, descansando". Os meninos já estavam enturmado com a neta de minha amiga e me bateu aquele cansaço... 

Sabe quando você se esforça a semana inteira, numa luta frenética, do computador para o carro, do cinema para o jornal, da internet para a TV, sai, anda, sobe, lê, etc... e tal? Eu estava esgotado e não sentia o peso nas costas... Precisou um lugar tranquilo para que eu percebesse que estava muito cansado.
 
Passei o dia i n t e i r o sem fazer nada a adorei... A gente precisa de um descanso, nem que seja de vez em quando. Não somos máquinas, homens (seres de carne e osso) é que somos, parafraseando Charles Chaplin.

Por isso estou re-re-refazendo meus conceitos... Agora vou tirar sempre um tempo para não fazer nada, nem PENSAR, nem PLANEJAR, nem NADA. A alma precisa, o corpo pede...

E este é o conselho que te dou: Cuide de você... Lembra que falamos sobre tirar férias para TRABALHAR? Tire uma semana, uma tarde, qualquer tempo serve, mas fique consigo mesma, sem fazer nada, DESCANSANDO... Quero ouvir o que você sentiu no descanso...


Publicado por Valdeck Almeida de Jesus em 29/01/2008 às 11h36