Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks


O Caruru dos 7 Poetas aconteceu na Flica 2016 em Cachoeira-BA

Unindo literatura, manifestações artísticas e a tradição cultural e religiosa baiana, o Caruru dos 7 Poetas completa 12 anos e chega a sua 12ª edição. Em 2016 a festa aconteceu no dia 24 de setembro, sábado, no Largo D’Ajuda, em Cachoeira, Bahia, a se renovou na Festa Literária Internacional de Cachoeira, na Mesa 10, dia 16.10.2016, às 10hs, com os poetas Valdeck Almeida de Jesus, Fábio Haendel, Herculano Neto, Giselli Oliveira, Deisiane Barbosa, Bárbara Uila e Camillo César Alvarenga.

Nessa edição Vovó Ebomi Cici foi homenageada pelos sete poetas convidados, e houve intervenção artística do grupo Importuno Poético, além, claro, do recital e do famoso caruru, servido aos poetas e convidados.

 
Os poetas 

Valdeck Almeida de Jesus – jornalista, escritor e poeta, Membro-fundador do Projeto Fala Escritor (2009) e da União Baiana de Escritores – UBESC (2009), Ex-presidente do Colegiado Setorial de Literatura do Estado da Bahia (2012-2014), autor de “Gayroto de Programa – 5000 tons de sexo”, “Sim, sou gay. E daí? – desabafos de Alice no País das Maravilhas”, “Vinte poemas de amor e uma crônica desesperada”, “Ruta 66: amores y dolores de um poeta”, e mais dezoito obras solo. Participa de 150 antologias e tem textos publicados em inglês, espanhol, alemão e holandês.

Fábio Haendel – é um artista múltiplo, originalmente das artes plásticas, formado pela escola de Belas Artes da UFBA, com experiência nas áreas de ilustração, HQ, animação e arte-educação. Filho do músico instrumentista Willy Handel, tem em suas raízes o gosto pela música e, movido pelas criações de Bob Dylan, também se tornou cantor e compositor, participando de diversos festivais e eventos universitários. Possui mais de 70 composições, dois CD’s gravados, “O dono do tempo”, de 2008 e “Nuvens”, de 2014. Em 2012, junto com Kátia Borges, Mariana Paiva, Nilson Galvão e Ligia Benigno criou o Sarau Prosa e Poesia e desde então vem aprofundando-se na pesquisa literária. Participou de três antologias poéticas: Cógito, Sarau da Onça e Focus. Em 2015 lançou o seu primeiro livro de poesias e ilustrações “Antes das nuvens”, pela editora Cogito.

Camillo César Alvarenga – nasceu em São Félix, no Vale do Paraguaçu, no Recôncavo da Bahia, em 1988. Poeta, crítico e tradutor é autor do livro Scombros (EdUFRB, 2012) e organizou a coletânea Canoas do Paraguaçu (EdUFRB, 2012). Publicou o poemário O FILTRO (Coleção Oju, Aiye, 2013). Idealizador e fundador do movimento literário Frente Livre Pela Palavra Escrita (FLIPPE), atua pela cultura poética na região do recôncavo baiano com o Ciclo Literário “O Depoimento do Poeta”. Recebeu o Prêmio Maximiano Campos de Literatura (Instituto Maximiano Campos) na categoria micro conto (2013).

Bárbara Uila – mulher, baiana e sertaneja, mãe de Bernardo, poeta. Começou sua carreira no teatro, foi atriz e produtora no Coletivo Religare (2008) e na Companhia Teatro do Incêndio (2012), onde conheceu a obra de Roberto Piva. Desde então sua expressão é a poesia. Integrou o Coletivo La Vie En Close (2013/2014) realizando eventos multiculturais na periferia de São Paulo e ações poéticas pela cidade e em viagens. Autora do livreto de poesia “Pelas Bárbaras do Profeta” (São Paulo, 2013) e do “Rosa dos Ventos” (Cachoeira, 2016), ambos são publicações independentes confeccionados e distribuídos no “mano a mano” pela autora.

Deisiane Barbosa – escritora de cartas, artista visual, andarilha, costureira de papel & palavras, nascida no século passado, do outro lado de um rio; faz poesia enquanto pedala bicicleta e nutre um amor platônico pelo vento; em 2015 lançou o seu primeiro outono de ’cartas à Tereza: fragmentos de uma correspondência incompleta. Desenvolve o projeto artístico ’cartas à Tereza’, no qual envolve processos de escrita, arte postal, fotografia e videoarte e livro-objeto.

Giselli Oliveira – mulher, preta e cadeirante. Cachoeirana nascida e criada. Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). É afroempreendedora com a marca Quilombelas, criada em parceria com uma amiga que busca, através da mora, uma afirmação do poder do povo negro, trazendo em suas coleções referências da história e cultura afro-brasileiras. É mãe de duas filhas gêmeas, Amana Raha e Naíma Ayra, e ser mãe é uma das melhores e mais gostosa ocupação para ela. Escreve poemas desde a adolescência, porém não guardava seus registros poéticos (na verdade não se compreendia enquanto poetisa). Já na universidade resolve expor um de seus poemas eróticos, o qual a tornou conhecida, lhe rendendo o convite para participar da coletânea Canoas do Paraguaçu, lançada pela editora UFRB.

Herculano Neto – nasceu em Santo Amaro da Purificação (BA). É poeta, ficcionista e letrista de música popular. Publicou pela Fundação Casa de Jorge Amado (Prêmio Braskem Cultura e Arte) o livro de poesia CINEMA e, pela editora Mondrongo, A CASA DA ÁRVORE, além de organizar a coletânea de contos inspirados em canções de Raul Seixas, OUTRO LIVRO NA ESTANTE. Pela coleção Cartas Baianas, lançou o volume de contos SALVADOR ABAIXO DE ZERO. Possui canções gravadas por Raimundo Fagner, Alcione, Roberto Mendes, entre outros. Mantém o blogue POR QUE VOCÊ FAZ POEMA?

SERVIÇO
O que: 12ª edição do Caruru dos 7 Poetas – Recital com Gostinho de Dendê
Quando: Domingo, 16 de setembro, a partir das 10 horas
Onde: Festa Literária Internacional de Cachoeira/BA
Quanto: Gratuito

Valdeck Almeida de Jesus declamou os poemas abaixo:

Fome de Democracia;

Vou me casar com uma porta;

Chuva que chove tanto;

Imagem e semelhança.


 
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 15/10/2016
Alterado em 16/10/2016


Comentários