Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks


Comi lixo pra sobreviver!

Desde pequeno que sou um “economista”. Sempre planejei minhas compras e ponderei antes de investir o suado dinheirinho…

Desconfio de promessas de ganhos fáceis, de lucro exorbitante em pouco tempo…

Eu tinha uma mini-caderneta onde anotava até um picolé que eu comprasse, pois o futuro de minha vida dependia desse tipo de planejamento.

Nasci na miséria total e absoluta, comi carne podre e fucei o lixo em busca de caderno, roupa, livros… Não somente eu, mas minha mãe e meus sete irmãos menores.

Vivemos uma vida de cachorro, mas demos a volta por cima, com planos, perseverança, estratégia, controle de gastos, planejamento…

Graças a Deus e ao esforço empreendido, após mais de vinte anos de luta conseguimos superar a mendicância e hoje somos todos vencedores…

Escrevi tudo isso em livro, publicado em 2005. Doei 100% da renda da primeira edição às Obras Sociais Irmã Dulce. “Memorial do Inferno” já está na segunda edição e foi traduzido para a língua inglesa.

Mas eu sou uma exceção. A maioria da população brasileira vai amargar a fome e a miséria total, nascer, crescer e morrer na lama, no lixo.

Remédio? Distribuição justa e equitativa da renda nacional, investimento em educação, valorização do ser humano acima de qualquer produto, marca ou representação simbólica de status.

E os jornalistas podem fazer muita coisa para que este país se transforme numa nação de verdade…
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 13/09/2009
Alterado em 13/09/2009

Música: Te quero sempre - Valdeck Almeida



Comentários