Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks

Feliz Natal e Feliz Ano Novo Pra Você
Salvador, 17 de dezembro de 2008

Amigo,


Feliz Natal, Feliz Ano Novo.

A distância da família, a distância dos amigos (será que temos amigos?), a distância de casa, tudo isso pode incomodar um pouco. Mas nada supera a certeza de que em algum lugar do mundo, alguém (ou muita gente), nos admira, nos quer, nos protege, reza por nós, vibra positivamente para que possamos superar cada “pedra no meio do caminho”.

Mas o que são pedras diante do universo inteiro que temos para conquistar? Obstáculos surgem no nosso roteiro, sempre. Ao invés de encararmos os problemas como barreiras na nossa trajetória, devemos agradecer a Deus por nos mostrar, através das dificuldades, um novo caminho, um desvio que antes não enxergávamos.

Siga em frente, lute com mais força e afinco, em busca dos seus objetivos na vida. Você é uma pessoa abençoada, tem uma família e uma mãe de ouro, que lhe adoram e lhe querem de todo o coração. Mesmo os que dizem que não se importam, o fazem por medo de se entregar ao sentimento. Eu sei o que é isso, pois minha família também é meio ‘braba’, não teve muito tempo para aperfeiçoar os sentimentos e as demonstrações de amor.

Às vezes – ou sempre – a voz e os gestos grosseiros são apenas demonstrações de eles que se importam com a gente, de que somos muito importantes e que nossa ausência ou nossa falta está machucando muito; mas eles não conseguem abrir o coração e os braços para dizer com palavras e gestos, por medo de se sentirem pequenos, gente de carne e osso...

Aqui na Terra, todos nós nos achamos grandes, poderosos, presunçosos de um poder que não existe. É a “insustentável leveza do ser” (título de livro de Milan Kundera), que nos prova, todos os dias, que somos apenas alguns quilos de carne e osso... Alguns com mais carne, outros com mais ossos, mas todos iguais, todos frágeis e todos vulneráveis.

Caímos, levantamos e devemos aprender com as quedas, com as pedras, com as barreiras. Nossa passagem pelo planeta é tão rápida como a de um cometa errante, mas Deus sabe cada pensamento, cada atitude, cada falha e cada acerto nosso...

Talvez o plano de Deus em sua vida não seja se tornar um cristão de igreja, mas um cristão que bebe, que dança, que come caruru, que ‘faz o santo’, que é normal como todos os outros... Ou seja, você não precisa de mais nada para ser feliz. $$$ é apenas a grande ilusão do mundo, que encanta a todos e que trai a todos ao mesmo tempo.

Com ou sem $$$ somos gente, somos filhos de Deus. Com roupa cara, com trapos, com uma casa nas Ilhas Gregas ou no subúrbio de Ilha de São João, somos todos iguais. Muitas vezes os moradores da Invasão do Bate Facho, do Bate Coração, da Nova Constituinte ou de outros lugares pobres do mundo são muito mais felizes do que os moradores das coberturas do Itaygara, Aquário, Morro do Gato etc.

Esta é minha mensagem, pensada, escrita sem pensar... (risos).

Abração, abração, abração.

Valdeck Almeida de Jesus

Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 17/12/2008


Comentários