Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks

Marcos, Ana, Sérgio, Márcia
Todos são grãos de areia
Que entram em meu olho
sei que são de nuvem
Mas finjo não saber.

Ainda sou capaz
De sentir e de querer
Sou capaz de possuir
O que nunca pude ter.

Não tenho irmãos reais
Nem consigo conquistar
Porque ainda me procuro
E não consigo me encontrar.

Sumir não é o ideal
Morrer não é o caminho
Viver é uma tragédia
Então sofro sozinho.

Não quero te perder
Pois não tenho o teu pensar
Não tenho nada de ti
Nem sequer o teu olhar...

UESB, 06 de janeiro de 1991, às 23:01 horas
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 29/11/2010


Comentários