Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks

O dia da luz-treva
Meu dia se aproxima depressa
Como um lobo à cata da presa
Querendo fazer uma surpresa
Na hora mais incerta que houver.

E eu o espero ansioso
Esperando pra ver como é
Louco pra sentir na pele
O sabor doce/amargo da morte.

Nem minha cova fiz ainda
Mas estou ao lado dela
Esperando ser empurrado.

Quanto custará, não sei
Só sei que tenho que pagar
Por tudo o que deixei de fazer...

03 de março de 1992, às 22:50 horas
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 16/12/2010


Comentários