Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks

Vida
Viver eu tento,
Morrer não quero;
Sorrir desejo,
mas não consigo;
Me ver em ti,
procuro sempre;
Amar com garra
e com segurança
estou tentando
desde sempre.
Se não consigo
ser mais autêntico,
é porque sou humano
e por tal, falho.

Jequié, 02 de junho de 1992
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 16/12/2010


Comentários