Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks

No meio do caminho tinha um homem
E eu, que era pedra, virei liquefeito
De verbo em verbo
Me tornei invisível
Incompreensível
Ininteligível
Até o momento que tentei...
Escondi a essência
Lembrei da decência
E perdi a inocência.
No meio do caminho tinha um homem
Quando eu quis explicar
Perdi o caminho
Tropecei no homem
E nunca mais parei…

Salvador, 07 de outubro de 2011, 21:53hs
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 12/10/2011
Alterado em 02/12/2011


Comentários