Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks


Meu dia foi rosa

Evolusapiem...

Quando acordei e pensei que este poderia ser o último dia de minha vida, lembrei que já tinha tudo e que nada poderia me tirar a felicidade de viver...

Mesmo que o dia de hoje não terminasse ou que se acabasse e não mais houvesse o nascer de um outro amanhã...

Porque hoje me lembrei de um sentimento sublime que nos nos move, nos dá motivos para acordar e sorrir, e viver, e sonhar...

Lembrei que meu amor não tinha data de validade nem expirava na próxima esquina...

Lembrei que tua presença me dá equilíbrio, acelera minha respiração, rejuvenesce minha pele... acelera os sentidos, olfato... toque, percepção... olhares, sentimentos...

E que com você eu vejo o mundo em cores, com transparência. Pensar em ti me faz planar, voar, sentir o vento, sopro de vida, mesmo sem sair do lugar...

Lembrei que você me dá motivação para dormir, sonhar, acordar e sorrir do nada, da lembrança, do cheiro sentido na memória...

Lembrar de ti me faz ficar com cara de bobo, com um sorriso de canto de boca, escondido, lembrando de nada...

Pensar em ti me faz suspirar fundo e me dá alegria saber que vou te encontrar num outro amanhã, para ouvir qualquer bobagem da tua boca, dar um tapinha na bunda... ou te agarrar de surpresa e dar um abraço...

Então, fechei os olhos, senti a noite chegar e sussurar nos meus ouvidos:

- Dorme, que amanhã tudo se repete, de novo, de novo, de novo...
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 09/07/2012
Alterado em 10/07/2012


Comentários