Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks

Acordei leve
Por longos seis anos estive enclausurado,
Não por medo, vergonha, opção;
Fiquei escondido de mim, de ti.
Busquei resposta para esta desilusão.

Hoje, porém, veio a resposta:
Este peso que carreguei, por obrigação
Era nada mais que um engano,
Castigo aplicado pelo coração.

A ti, dediquei meus doces anos,
Investi carinho, verdade, emoção...
Em troca: desilusão.

Páginas em branco, choro e pranto,
Nada tocou teu duro coração
E plantou em mim esse desencanto.

Dedicação ao meu livro que morreu ontem.
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 01/08/2012
Alterado em 01/08/2012


Comentários