Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks


Poema Politicamente Incorreto

Sou preto, pobre e aleijado
Nasci na favela e comi lixo
Igual ao homem do poema
Confundido com um bicho.
 
Pai maluco e mãe paraplégica
Passei fome e humilhação
E o politicamente correto
Não mudou meu aleijão.
 
Descaso de autoridades
Fui pisado pelo povo
Com desdém da sociedade.
 
Não quero penalidade
Eu quero reparação
Eu quero dignidade.
 
Salvador, 20 de novembro de 2012
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 21/11/2012
Alterado em 21/11/2012


Comentários