Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks

Poeta da migalha
Nasceu no lixo
Comeu podridão
Viveu de migalhas
Sofreu solidão
Acostumou-se:
sem voz
sem cama
sem comida
sem teto
sem opinião
Na vida passou
bem longe do poder
fugiu de palanques
e sua poesia
sem holofote
ficou abafada
não foi traduzida
para alemão
morreu apodrecida
num grande lixão...

Salvador, 10 de setembro de 2014
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 16/11/2014


Comentários