Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks


Tem uma onça dentro de mim


Desde que conheci os filhotes
Descendentes
Ancestrais
Manos, irmãos, e muito mais...
Que sinto saudade de todos
Das poesias, dos festivais...
Sinto saudade das onças
Dos filhos, das mães e dos pais
Oncinhas, onçonas, são demais!
Defendem a família, o gueto,
A frente da casa e os quintais
Fazem pedagogia,
Rezam todas as crenças
São diversos, não dispersos,
Unidos, num só grito,
Que explode no peito:
Respeito!

Salvador, 20 de novembro de 2014
Dia da Consciência de que o Ano tem 365 dias
Valdeck Almeida de Jesus
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 20/11/2014
Alterado em 20/11/2014


Comentários