Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks

Homem diante do mar
Homem diante do mar
(Emanuel Medeiros Vieira)

Homem diante do mar
(instância interrogativa).
Precária caravela.
E finita: a vida

Trapiche:
o homem só contempla
(desembarcado).

No estatuto da memória:
ele se interroga, nunca mais a ação.

No porto: a rapariga rosada estendeu um lenço.
Limo: foram-se a juventude, o trapiche, a rapariga, o lenço.

(Mátria: sou apenas um homem diante do mar.)

Desterro: instante convertido em sempre.

O homem desembarcado só pode viver de memória: diante do mar.

Emanuel Medeiros Vieira nasceu em Florianópolis, SC (1945). Formou-se em Direito (1969) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Optou pela Literatura. Viveu em Porto Alegre, São Paulo, e reside há 37 anos em Brasília. Tem livros publicados. É detentor de prêmios literários nacionais  e um internacional. Foi cineclubista,  crítico de cinema, livreiro, editor e redator de discursos parlamentares.
Emanuel Medeiros Vieira
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 08/05/2015


Comentários