Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Feliz 2011 Maravilhoso 2012
 
 
“Todo ano é a mesma coisa”. Assim dizia minha mãe, se referindo aos planos e projetos que as pessoas fazem e que nem sempre são cumpridos.
 
Mas este ano resolvi mudar. Sempre passo o Natal e Reveillon em São Paulo, com meus irmãos que moram ali. Este ano vou passar em Jequié, na casa de uma sobrinha!
 
Eu já passei um reveillon dentro do bagageiro do meu carro. Estava em Sampa na casa de meus irmãos em 2006 e não agüentava de sono. A hora de estourar o champanhe se aproximava e eu cochilava. Todos tentavam me “acordar” para esperar o ano chegar... Acabei me escondendo no bagageiro do carro e quando acordei já era Ano Novo...
 
Em outra oportunidade, em 2004, resolvi voltar para a Bahia quinze minutos para meia-noite. Eu tinha ido de carro com minha mãe, uma irmã, um filho e um amigo. A galera protestou mas eu insisti. Já na Avenida Santo Amaro, abastecendo o tanque do carro para pegar a estrada, os fogos começaram a estourar... Foi lindo e diferente!
 
Outro final de ano engraçado foi em Salvador. Eu moro no bairro Nazaré, região do Centro. Resolvi sair com amigos para passar o Ano Novo em Abaeté, uma parte da cidade que é cheia de dunas, lagoas, muito verde e muitos espaços para festa, no bairro Itapoan... O trânsito estava terrível e não conseguimos chegar a tempo para comemorar a passagem do ano. O ônibus estava lotado quando o pessoal resolveu estourar champanhes e acabamos todos molhados de bebida... (risos).
 
Outra vez, fui ao Farol da Barra, em Salvador, de carro. Loucura: não consegui lugar para estacionar e tive que me contentar em ver os fogos à distância, dentro do carro... Sem graça!
 
Eu morava no interior da Bahia, Jequié, e fui a Salvador trabalhar na casa de um pessoal rico. A ceia estava linda, a mesa repleta de nozes, peru, vinhos, champanhes e coisa e tal... Fiquei tão triste por estar longe da família que resolvi me trancar no quarto e dormi a noite inteira...
 
Mas este ano vai ser diferente... Prometo!!! Ano que vem eu volto aqui para contar...
 
Valdeck Almeida de Jesus
Escritor, Poeta, Estudante de Jornalismo
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 30/12/2007
Alterado em 22/12/2011
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários